SHIMPAKU


Origem: China e Japão

Características: Classificado como uma das 5 espécies mais tradicionais do bonsai o Shimpaku é de fácil manejo e grande beleza, motivos pelos quais foi difundido por todo o mundo. No Japão é comum entre os colecionadores que apreciam muito a madeira morta branca e reluzente ( Jin e Shari ) que normalmente acompanha os exemplares coletados na natureza, alguns com mais de 500 anos. Sua folhagem em formato de escamas aderidas a estrutura e sua fina ramificação formam um conjunto compacto que possibilita o desenvolvimento dos mais diversos estilos e tamanhos de bonsai. Se escovado, o tronco recoberto por casca de cor marrom escura revela um belo tom avermelhado que harmonizará com o verde escuro da folhagem e o branco da madeira.

Ambiente: Planta característica de exterior. Seu habitat é tão diverso quanto seu crescimento. Adaptam-se desde zonas próximas ao mar até alturas de 3700 metros. Preferem lugares ensolarados, porém os exemplares jovens e recém transplantados devem ser protegidos do excesso de sol. Não temem o vento e se adaptam a todo tipo de solo, desde que sejam bem drenados.

Rega: Deixe o solo dar uma leve secada para depois regá-lo. Isso dependera da temperatura e ambiente que estiver o bonsai. A Maneira correta de regar um bonsai é fazer com que toda a terra que esta no vaso se umedeça, para isso, coloque água distribuindo em toda a área da superfície até que esta saia pelos orifícios do fundo do vaso.

Adubo: Do início da primavera até o final do outono, recomenda-se que se inicie com Biobokashi líquido, por quatro semanas consecutivas, Biogold Original, por 2 meses. Não adube no inverno, nem plantas debilitadas ou recém transplantadas.
 
Transplante: No início da primavera, antes que comece a brotar, a cada três ou cinco anos, em função da idade. Pode de 30 a 50% das raízes, que toleram bem a poda. Os juníperus preferem uma terra com boa drenagem, por isso aconselha-se aumentar a porcentagem de areia na mistura da terra, até 80%.

Poda: É necessário despontar os brotos novos, da primavera ao outono. Nunca corte as agulhas com a tesoura, mas com pinças ou mesmo com as unhas. Os juníperus têm a propriedade de voltar a brotar de maneira imprevisível. Por este motivo, evite eliminar toda a folhagem de um galho durante as podas, para não correr o risco de perder este galho por falta de brotação. Elimine regularmente, desde a primavera até o outono, as agulhas amarelas. Limpe sempre a parte interna da árvore para sua folhagem se desenvolver melhor.

Aramação: Faça-a no inverno e conservar o arame oito meses aproximadamente. Repita a operação todos os anos, até que tenha conseguido a forma desejada. Cuide que os brotos não fiquem amassadas entre os arames.

Dicas: Escolha preferencialmente um vaso marrom não esmaltado ou esmaltado em tom de terra. Opte por vasos mais profundos, principalmente para exemplares mais velhos.

 
  • Formas de pagamento

  • Entregamos para todo o Brasil

O Bonsai - RC Plantas Ornamentais Ltda.| CNPJ: 09.500.325/0001-08

Av. Manoel Ribas, 3640 Cep: 82025-160 | Santa Felicidade - Curitiba - Paraná | Telefone Loja Física: (41) 3339-2580 | Telefone Loja Virtual: (41) 3339-2995

Horário de Funcionamento: Segunda à Sexta das 9h00 às 12h00 e das 13h00 às 18h00 | Sábados das 9h00 às 16h00 | Domingos e Feriados Fechada